Nossos Projetos

Conheça nossos projetos e as ações desenvolvidas pela equipe do NuCat atualmente

ANÁLISE DE NÃO-ESTACIONARIEDADE DAS CHUVAS INTENSAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE: Impactos e medidas de resiliência urbana
 
Professora: Drª. Aline de Araújo Nunes
Período:  Agosto de 2019 a julho de 2020
 
Eventos climáticos extremos têm emergido como uma das principais manifestações de mudanças climáticas, sendo que a adaptação e minimização dos impactos inerentes passam pelo estudo da magnitude e frequência de suas ocorrências. Neste contexto, a presente pesquisa pretende contribuir para a avaliação das mudanças no regime de chuvas da Região Metropolitana de Belo Horizonte, buscando identificar e modelar, especificamente, tendências nos eventos intensos de precipitação da região, caracterizados por registros de precipitações subdiárias, uma vez que há uma crescente preocupação com um potencial aumento da ocorrência destes eventos na região. Tendo em vista os objetivos da pesquisa e tomando a RMBH como estudo de caso, o trabalho será desenvolvido em quatro etapas distintas e complementares. A etapa preliminar corresponde a uma consistente revisão de literatura, que será estendida durante todas as etapas da pesquisa. Na sequência, a primeira etapa apresentará como objetivo a análise de chuvas subdiárias na RMBH. Inicialmente será realizada a análise de consistência dos dados, de forma a serem selecionadas as máximas alturas pluviométricas, por ano hidrológico, associadas a durações relevantes para a drenagem urbana (inferiores a 24 horas), para que, posteriormente, sejam estudadas as tendências relacionadas a esses dados. Na sequência (segunda etapa), diante das eventuais tendências detectadas nos dados subdiários, proceder-se-á para a proposta de uma nova curva Intensidade-Duração-Frequência (IDF). Na terceira e última etapa, será proposta a implantação de Técnicas Compensatórias em Drenagem Urbana, buscando benefícios relacionados ao controle do escoamento, diante dos impactos decorrentes da alteração da equação de chuvas intensas (IDF) proposta na etapa anterior. Para tal, serão apresentados cenários em situações futuras, que vislumbram um novo padrão de desenvolvimento urbano. Os resultados esperados neste estudo almejam evidenciar os benefícios hidrológicos que a implantação de técnicas compensatórias pode promover diante de um cenário de mudanças nos padrões de chuvas intensas.
 
Zeolite-magnetite composites to remove Hg2+ from water
 
Professora: Drª Ângela Leão Andrade
Período:  Agosto de 2018 a março de 2019
 
 
CONVIVER- Valorização e capacitação de pessoas para o turismo vivo
 
Professora: Kerley dos Santos Alves
Período: 
 
Em face às convergências do turismo de base comunitária e do turismo criativo, surgem intervenções voltadas ao fortalecimento do capital humano das comunidades residentes nos municípios de Ouro Preto em Minas Gerais. Assim, este projeto tem duas vertentes: visa a participação nas ações de incentivo à sensibilização, capacitação e aprimoramento do turismo nos distritos do município, tendo em vista às ações previstas no Plano Municipal de Turismo e dar continuidade às ações iniciadas no ano de 2017, em vista às demandas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania de Ouro Preto, visa a valorização e capacitação de jovens, mulheres e famílias que possuem o CAD-Único, pessoas em situação de vulnerabilidade social, indicadas pelos CRAS-OP e Abrigos. Integrar os Públicos do CRAS e Distritos para o turismo vivo capaz de criar espaços de convívio entre moradores e visitantes. Para tanto, adotou-se a metodologia participativa, construída na base da sistematização de práticas interativas. Espera-se contribuir para propiciar aos moradores experiências que lhes permitam sentir- se integrados ao turismo que é praticado na cidade bem como, ao desenvolvimento de alternativas criativas e inovadoras de um tipo de turismo que internalize a variável local e as identidades envolvidas como elemento central de planejamento.